185579110_499071274472371_70179191654582

A trapaceira e irônica Ava vive nas sombras de uma sociedade humana, lutando diariamente contra seus perseguidores e tentando proteger

 

 

 uma alma mortal.

Chibi Daimone 02.png

quem ama. Ajudada por uma das Faces da Morte,

Ava busca pelo tesouro mais precioso de todos:

Ela é um autômato criada no Rio de

Janeiro pelo mecânico Joca, que

a fez capaz de sentir e pensar,

o que despertou em si um desejo que

nem os humanos têm.

Quer sentir um gostinho do livro? Você pode ler algumas páginas agora.

botão_de_compra.png
AlmaMecânica_Tirinha#01_completo_eng.png

Comecei a escrever Alma Mecânica na segunda metade de 2015 e terminei em 2016. A ideia surgiu de algo que haviam me falado (acho que pode-se dizer que foi um insulto. rsrs).  

Eu me identifico muito com a Ava — acho que mais do que todos os outros. Acho que, em muitos aspectos, sou parecida com ela.

Talvez por isso eu tenha trazido muito da minha própria opinião sobre muitos assuntos nesse livro.

Depois que comecei a pensar no enredo da história da Ava, passei a observar as pessoas e tentar perceber o que elas pensam sobre a morte, a vida, demônios, anjos etc. E tentei trazer isso para a narrativa como parte da jornada de Ava.

Mas não se engane achando Alma Mecânico é um livro puramente filosófico, porque ele tem ação, drama e, além de Ava, tem outros personagens tão complexos quanto ela.

Foi bem divertido fazer com que interagissem.

Espero sinceramente que gostem da história que criei.

brasão flat.png

"Eu não sou uma pessoa. Não tenho um coração, tenho engrenagens. Não sou feita de carne e osso, mas de metal e corda. Não há sangue debaixo da minha pele artificial. Eu sou uma máquina.

Condenada a ver o mundo se desfazer e se refazer,

condenada a ver aqueles que eu amo crescendo,

envelhecendo e morrendo. Estou condenada a

sentir tudo isso", Alma Mecânica.

Ava Chibi 01.png

Gostou? Quer o livro? 

botão_de_compra.png
Ava fotografia.png